domingo, 9 de novembro de 2008

Ansiedade na alfabetização

Sei que muitas de nós professoras têm feito seus planejamentos com a maior dedicação e carinho, pensando sempre no que é que nossos pequenos ou grandes estão precisando. Mesmo assim quando não obtemos grande êxito em alguns casos, acabamos nos cobrando e sendo cobrados por todos. Foi por esse motivo que pesquisei um pouco sobre a ansiedade dos pais e acabei encontrando o texto abaixo.
Acredito que ele poderá nos ajudar um pouco na conversa com os pais.

CALMA PAPAI E ESPERA MAMÃE. TUDO TEM SEU TEMPO!

Desde o início da gravidez, além de um imenso amor, os pais são tomados por um sentimento angustiante com relação aos filhos: a ansiedade. Costumam esperar cada exame com muita pressa para saber se está tudo bem com o bebê, se é menino ou menina, se está tudo funcionando de maneira adequada com seu organismo, e assim vai...Depois que o bebê nasce, que o vêem pela primeira vez e constatam que de fato tudo está bem, começam outras ansiedades: quando vai sustentar o pescoço, sentar, falar e uma grande “tentação” de perguntar a idade de quase todos os bebês que vêem pela rua, principalmente aqueles que fazem coisas que o seu ainda não faz. Costumam pensar: “Ah, deve ser mais velho que o meu! Mas se não for? E se for mais novo?


Porque o meu ainda não faz o que ele faz?” Felizmente, as estatísticas comprovam que a grande maioria das crianças não tem problemas de desenvolvimento, apenas ritmos de amadurecimento diferentes.Aí vem a fase da escola: “Será que vai se adaptar? Será que vai sentir falta dos pais? Vai saber se defender? Vai sofrer?” Em geral, dá tudo certo e a criança vai feliz da vida para a escola, onde conta com a companhia dos amigos e os ensinamentos das professoras. Porém, as ansiedades e as comparações continuam: se o filho é o menor, se é o mais tímido, se é o líder, se é o mais alto, etc. Mas o ápice da ansiedade dos pais se dá quando o assunto é a alfabetização.


Muitos não vêem a hora da criança começar a ler e a escrever como se isso tivesse data e horário para acontecer. Direta ou indiretamente, a criança sente a cobrança e pode acabar também desenvolvendo uma ansiedade que atrapalha o processo de aprendizagem. Crianças gostam de agradar os pais e se vêem intimidadas a aprender a qualquer custo, muitas vezes sofrendo diante de qualquer dúvida, de qualquer erro, de qualquer equívoco e, em casos mais graves, a aprendizagem pode ser bloqueada, paralisada...


... é muito importante que as crianças sintam-se apoiadas e não somente cobradas. É claro que os adultos sempre fazem tudo com as melhores intenções, mas pode ser difícil para uma criança desta idade lidar com tais cobranças e atravessar esse período com o apoio da escola sem o respaldo dos pais. Ser alfabetizado não é apenas aprender a ler e a escrever, mas é dar o primeiro passo rumo ao crescimento, à cidadania, à autonomia e, sendo assim, o ideal é que este processo seja vivenciado pelas três “partes” envolvidas: escola, criança e família. Por isso, é fundamental que os pais, apesar do cansaço do dia a dia, acompanhem de perto esta fase que é tão significativa na vida da criança.


Na prática, acompanhar de perto e apoiar este processo é descobrir novos fatos com a criança, reconhecer e elogiar seus avanços, ajudar nas tarefas, olhar os cadernos diariamente, incentivar a leitura e a escrita através de livros e brinquedos educativos (adequados para esta faixa etária) e auxiliar os filhos a transpor o aprendizado do lápis e do papel para a vida prática.Afinal, não é preciso ter tanta ansiedade e sofrimento num processo que deve ser prazeroso. Quando bebês, não conseguiram sentar, andar, falar? (Claro que cada um em seu ritmo, contando sempre com o apoio dos pais). Então, calma papai e espera mamãe: tudo tem seu tempo!


Texto extraído do site http://www.builders.com.br/

5 comentários:

Tia Lu disse...

MUITO BOM!!! GOSTEI MUITO!!!
BEIJOCAS!!!

Gládis Leal dos Santos disse...

Olá, Luciana

Obrigada pela visita ao blog da nossa escola. Parabéns pelo seu espaço tão cheio de informações!
Aguardo sua visita em meus outros blogs.

Abraços
Gládis
http://professoragladis.blog.br

Deise disse...

Olá Luciana, que bom que as dicas lhe serão úteis, o seu blog tbm é muito bom, visite meus outros blogs tbm,sucesso. bjs,

Pescar Idéias disse...

Oi Lu! Ótimo texto. Realmente os pais são muito ansiosos e cobram muito das professoras e sempre temos que explicar. Vou aproveitar o texto para o ano que vem. Beijos Tânia

Priscila disse...

OI LU!!!

Passei para dar uma espiadinha...
TEnha um ótimo domingo!!!
Bjs.

Priscila