quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Já estamos no fim... mas...?!

*******************************************

Amigos, colegas e interessados no assunto...



O ano letivo passa, mas a necessidade dos alunos insistem em persistir.




Em alguns momentos de minha caminhada profissional, me sinto como se estivesse perdendo o "fio da meada" - parece que toda expectativa, todo objetivo de trabalho, ainda não alcançou as principais pessoas da sala de aula, que são "as crianças".

Pois é, mesmo realizando atividades individuais e em grupo, pesquisas para a casa, atividades diversificadas, trabalhando a afetividade... enfim, realizando mil e um recursos, ainda me deparo com algumas dificuldades que se tornam grandes obstáculos para a aprendizagem das crianças.

Tenho claro em minha mente que "cada criança é cada criança" e comparar jamais...

Percebo que maioria as dificuldades persistentes, estão relacionadas primeiramente à questão de linguagem, seja ela escrita ou oral. Independente do eixo trabalhado, noto que meus alunos precisam saber ler e interpretar a leitura feita.

Esse interpretar se relaciona profundamente à dificuldade de cálculos, pois calcular não é somente saber realizar um algorítimo, e sim, saber perceber a necessidade de um algorítimo dentro da leitura de uma situação problema. Sempre comento com os pais, que saber as regras de um algorítimo é um conhecimento... agora, saber buscar a resolução de um problema já é outro assunto. Costumo sempre conversar com os pais sobre este assunto, pois muitos veem me questionar sobre os conceitos alcançados pelos alunos, dizendo que em casa os seus filhos conseguem fazer "todas as continhas"...

Depois de todos esses meses do ano letivo, posso dizer que conheço meus alunos e consigo identificar a atividade que os auxiliará a avançar. Porém este ano já está no final... Um único ano com a turma é muito pouco... apenas 4h é muito pouco... ou será que eu é que sempre reclamo de tudo???

Gostaria de estar muito entusiasmada com o final do ano letivo... mas estou me sentindo um "tantão" triste, pois alguns alunos avançaram muito pouco e muitas vezes me vem uma sensação de culpa, mesmo sabendo que eu tentei... tentei e tentei... e mesmo sabendo que eles tentaram, tentaram e tentaram.

Onde está o erro? Como corrigí-lo?

Como gostaria de permanecer com "meus" alunos no próximo ano... acredito que tudo iria fluir com mais certeza, rapidez, conhecimento de causa, afinidade e muito mais.

Obrigada por ouvir meu desabafo! Beijocas mil - Profª Lu Bernardo

*******************************************

2 comentários:

Analuci disse...

Sabe que você falou a pura verdade?! A gente passa o ano com os alunos, quando está mais familiarizada e os entende melhor... acaba o ano! Mas uma coisa é certa: plantamos a semente que vai germinar em algum momento - nesse ano ainda ou nos próximos. É um trabalho de equipe. Cada um faz um pouco.

Luciana Bernardo disse...

É verdade Analuci... o trabalho deve ser de equipe!!! Onde cada um vai dar um pouquinho da sua colaboração. Mas às vezes a gente acaba sendo egoísta...
Obrigada por comentar.

Beijocas!